Vendas feitas por dispositivos móveis ultrapassam as feitas em desktops

Vendas feitas por dispositivos móveis ultrapassam as feitas em desktops

Em um estudo realizado pela empresa Monetate, foi constatado que ao final do ano de 2016, a taxa de conversão a partir de dispositivos móveis chegou a 5,11%, enquanto que a dos computadores foi de 4,16%. Estes dados mostram a importância de se ter uma loja virtual responsiva, ou seja, que se adapte a diferentes telas.
Já faz alguns anos que os smartphones e tablets assumiram a liderança no percentual de acesso a internet. Nos últimos anos, estes tipos de dispositivos vêm se tornando cada vez mais acessíveis, conquistando um número maior de usuários, segundo um estudo do site ZenithMedia, entre os anos de 2010 e 2015 houve um aumento de aproximadamente 40% no acesso a internet através dos dispositivos móveis, e em 2016 este aumento foi de 25%. Além disso, também houve um crescimento no consumo de mídia, em 2016, os conteúdos acessados através de smartphones e tablets aumentou 2,7%.

A ascensão do e-commerce mobile
Como mostrado a partir do estudo da empresa Monetate, as compras feitas a partir de dispositivos móveis têm superado as realizadas em desktops, e esta diferença também está se refletindo em outras métricas como a taxa de inclusão no carrinho, em 2016, os botões para adicionar ao carrinho foram clicados em média 5,87% mais vezes nos smartphones e tablets.
A única métrica em que os computadores ainda estão vencendo os dispositivos móveis, é o valor médio de compra. Uma compra feita a partir de um desktop tem em média $40,68 dólares a mais que uma realizada em aparelhos móveis. O que nos mostra que ainda que o volume de acessos, inclusões no carrinho e conversões seja maior nos smartphones e tablets, compras de maior valor ainda são feitas com mais frequência nos computadores.

Compras em Aplicativos x Compras em Navegadores
Agora que já sabemos que os dispositivos móveis vendem mais do que os computadores, a dúvida é, vender através de aplicativos ou através de lojas online acessadas pelos navegadores?
Para sites que possuem tanto aplicativos quanto lojas virtuais, a taxa de visitantes que retornaram até 30 dias depois do primeiro acesso, nos aplicativos é duas vezes maior do que pelos sites em navegadores.
Se compararmos as duas ferramentas separadas, no segundo trimestre de 2015, as vendas através de navegadores compreendiam 53% das vendas totais realizadas a partir de dispositivos móveis, já no mesmo período de 2016, os aplicativos inverteram este cenário, e obtiveram 54% das vendas.
Já as taxas de conversão, taxa de visualização dos produtos, taxa de adição ao carrinho e a taxa de checkout, são maiores nos aplicativos. Logo, além de um design responsivo, também é interessante criar um aplicativo para reter seus clientes.

VOLTAR

Ligar